Caminhoneiros voltam a protestar em rodovias contra alta do diesel

Caminhoneiros voltaram a protestar em rodovias federais e estaduais nesta terça-feira (22). Na segunda, foram registrados atos em ao menos 20 estados.

O protesto se deve ao aumento do combustível e dos impostos no valor do diesel. A última alta diária ocorreu na sexta (18), quando a Petrobras elevou os preços do diesel em 0,80% e os da gasolina em 1,34% nas refinarias. Foi o 5º reajuste diário seguido. A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo.

Pontos de protesto:

-Mafra – km 7 da BR-116 – caminhões estão estacionados no acostamento. Cerca de três quilômetros em cada sentido
-Papanduva – km 54 da BR-116
-Santa Cecília – km 138 da BR-116
-Lages – km 245 da BR-116 – caminhões estacionados em pátio de posto de combustível
-Navegantes – km 9 da BR-470
-Curitibanos – km 249 da BR-470
-Imbituba – km 282 da BR-101
-Tubarão – km 342 da BR-101
-Jaguaruna – km 354 da BR-101
-Araranguá – km 421 da BR-101
-Itajaí – km 116 da BR-101
-São José do Cerrito – km 263 da BR-282
-Campos Novos – km 344 da BR-282
-Joaçaba – km 395 da BR-282
-Ponte Serrada – km 463 da BR-282
-Araquari – km 21 da BR-280
-Rio Negrinho – km 122 da BR-280

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou na segunda que o governo federal buscará “um pouco mais de controle” para dar “previsibilidade” à alta dos combustíveis. Padilha deu a declaração pouco antes de participar de uma reunião com o presidente Michel Temer para tratar do assunto.

“O que vamos tentar agora é que vamos ver se encontramos um ponto para que possa ter um pouco mais de controle deste processo, para que os maiores interessados, o cidadão brasileiro e também os transportadores, possam ter previsibilidade em relação ao que vai acontecer”, completou Padilha.

Fonte: G1

Compartilhe com seus amigos!